sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Toda Lista É Uma Besteira.

Por isso eu não gosto delas. "Os 10 mais do não-sei-o-quê". Pra quem? Que me interessa?

Mas a Four Four Two Brasil, que chega a seu número quatro, assim como a original inglesa reserva sua última página à uma "lista" irresistível. O time dos sonhos de alguém. Por essa página já passaram craques, árbitros e jornalistas, sempre apontando os melhores que viram ou com quem jogaram em cada posição. Com direito a banco.

E é aí que podemos ver, com clareza, como o futebol é uma paixão tão particular. Não existe espaço para melhor ou pior, apenas o preferido. Há quem prefira Luís Pereira, há quem prefira Franco Baresi. A única regra que cada entrevistado precisa obedecer é só escolher jogadores de seu tempo. Dá sempre um orgulho quando um Zola bota um Zico em seu time. Quando vários brasileiros aparecem no de um italiano ou de um espanhol. O onze perfeito do romeno Gheorghe Hagi, nesta edição, tem Taffarel, Jorginho, Baresi, Hierro e Maldini; Guardiola, Zidane, Figo e Maradona; Gullit e Van Basten. Romário no banco. Um belo time, sem dúvida.

Eu não gosto de listas. Mas meu onze perfeito, como o do Hagi, não é lista de melhores - é o meu escrete dos sonhos. Passatempo perfeito para uma troca de pneus com alinhamento e balanceamento.

Pfaff - o belga tinha um jeitão de Raul, usava roupas berrantes amarelas ou laranjas e pegava muito, muito. Foi eleito o melhor da posição na Copa do México, em 86. Um mundial que ficou marcado em minha memória, claro, por conta de Maradona. Mas também por conta de Pfaff, que foi o titular da seleção belga por mais de uma década e brilhou intensamente também no Bayern de Munique.

Jorginho - eu vi Leandro jogar muito mais pela zaga, já com os joelhos comprometidos, do que na lateral, infelizmente. Por isso meu time tem Jorginho, que tinha tudo que um lateral deve ter - velocidade, fôlego, boa marcação, drible e, acima de tudo, um dos cruzamentos mais perfeitos do futebol.

Baresi - nos anos 80, a diversão aos domingos era ver na Bandeirantes ou o Nápoli de Maradona ou a Juventus de Platini ou o Milan de Baresi. Sim, porque Gullit e Van Basten apenas jogavam no time de Franco Baresi. Quando comecei a vê-lo, já era um veterano. Ainda foi capaz de jogar vários anos mais em altíssimo nível.

Trésor - pra quem hoje acha que o Touré é bola, que o Cannavaro é bola, fico imaginando se vissem o negão francês jogar...

Rijkaard - no Milan de Baresi também jogava outro holandês além de Gullit e Van Basten. Alto como os outros dois. De futebol ainda mais elegante que os dois. Craque.

Júnior - Eu vi o Júnior lateral e vi mais ainda o Júnior que carregou um time ruim do Flamengo ao título nacional de 92. Até aí nada. O incrível é a forma como o Capacete, naquela idade, jogou naqueles anos. Poucos foram tão inteligentes dentro de campo quando o Leo de cabelos brancos.

Zico e Maradona - não é necessário explicar nem um, nem outro.

Platini - como Zico, não conquistou uma Copa, coisa que Zidane fez. Torço pela Juventus (único clube por que torço mesmo, além do meu), por causa dele. A corrida pela artilharia do italiano de 84, com Zico, é inesquecível. Deu uma Eurocopa à Franca no mesmo ano, num timaço que tinha Trésor, Giresse e Tigana.

Gullit - um demônio gigante, veloz e inteligente. Craque.

Del Piero - dos primeiros gols na Juve, seu único clube, aos cabelos grisalhos de agora, a única coisa que não mudou foi a categoria pra bater na bola. Alessandro, no auge, era muito, muito veloz. Além de jogar na Juve, tem Zico como ídolo (por que será que bate faltas tão bem?).

Reservas:

Júlio Cesar - um fenômeno.
Redondo - pena que as lesões o impediram de ser meu titular.
Zidane - craque com carimbo de craque.
Van Basten - o atacante mais técnico que vi jogar, um monstro.
Renato - pra mim não tem polêmica - de 83 a 88, ele foi um dos melhores atacantes do mundo e ainda amava o drible.

Que sorte eu tive de ver esses craques todos.

6 comentários:

renato disse...

os melhores, quer dizer, os meus preferidos? só vale quem eu vi jogar? o marco incial, então, é a copa de 74, a primeira de que me lembro do que vi ao vivo (vi a de 70 mas me lembro é das vezes em que a revi). e a copa de 74 apresentou ao mundo o futebol como a minha geração o concebe (admiro mas acho chato um jogo de 1970). maier, leandro, beckembauer, baresi e marinho; falcão, zidane, maradona e zico; cruyff e romário. agora, uma brincadeira que, há muito tempo, a gente fez no sportv. a seleção dos jogadores de futebol mais elegante - lembra disso? raul, carlos alberto, beckembauer, tresor e breitner; redondo, falcão, zidane e bergkamp; cruyff e van basten. o problema dessas listas é deixar tantos outros de fora.

Camilo disse...

Minha escalaçao, já numerada pra nao ter problema de vaidade. sabe como é, muita vedete junta:

1 - Taffarel (discriçao, currículo e talento)
2 - Jorginho (idem)
4 - Gamarra (liberado pra baixar a porrada nos ataques de voces)
3 - Maldini (na lateral canhota, sem avançar muito, já que escalei só um 'zagueiro de área')
5 - Zidane (meu primeiro volante, jogando longe do ataque, pegando a bola no pé dos zagueiros pra começar alguma trama ofensiva)
6 - Redondo (com cabelão mesmo na cabeça sempre de pé)
8 - Riquelme (diretor do departamento de criação do time)
10 - Rivaldo (Promotor-Geral do setor de Confusão. Confusão para a defesa adversária)
7 - Roberto Baggio (vai pro jogo puto com a numeração)
9 - Ronaldo (aquele lá, nao faz tanto tempo, voces lembram)
11 - Romário (de todas as épocas)

renato disse...

vamulá: só brasileiros (não vale pelé, que não posso dizer que vi). júlio césar, leandro, luís pereira, edinho e marinho; falcão, rivelino (vi o gerson já em fim de carreira) e zico; ronaldinho gaúcho, reinaldo e romário. só do meu time: paulo vítor, carlos alberto, thiago silva, edinho e branco; pintinho, delei, rivelino e manfrini; renato e assis.
agora da minha rua:

Edu Mendonça disse...

Hehehehe... quem disse que listas não são divertidas?

Camilo disse...

hahahahhaha!

Bolinho disse...

Porra, eu adoro, amo listas! Elas alimentam debates maravilhosamente desnecessários que alegram minha alma.
Mas vou levar uma semana pra montar me timaço...
abraço