sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Fim-de-semana no parque.

Nos dois últimos anos eu trabalhei TODOS os domingos. Isso dá 108 dias em que eu, ao contrário das pessoas normais, não tive o dia mais sagrado da semana à minha disposição.

Os finais de semana agora se apresentam a mim como um cardápio variado de jogos e mais jogos a que posso escolher assistir de acordo com minha vontade. O que significa, por vezes, estar em casa com as duas tvs e um computador ligados em esporte.

Hoje, portanto, é dia de montar minha "grade de programação". Que inclui, claro, Maracanã amanhã. Logo mais, vejo o que me reservam os canais de esporte dos campeonatos inglês e italiano. Quem sabe o espanhol, se tiver Messi na tv. Fórmula 1? Passo, obrigado. Quero bola.

E ela quica hoje, às 22h, na ESPN internacional, com Celtics e Bulls. A primeira chance de ver Derrick Rose com a camisa do meu time. Eu não vou me alongar agora, porque sei que, depois do jogo, não resistirei a escrever sobre o moleque que tanto me impressionou jogando pela universidade de Memphis. Só digo que vale à pena prestar atenção ao número um vestido de vermelho hoje à noite.

* * *

O jogo-chave do fim-de-semana? São Paulo x Inter. E olho na arbitragem. Aliás, depois dos apagões em Salvador e Florianópolis, olho em tudo, minha gente.

9 comentários:

renato disse...

cara, apenas para preservar o silêncio em volta, sempre prefiro que o time de massa não ganhe. no rio, esse time é o flamengo (se eu fosse paulista, e poderia ser, já que tenho família em são paulo, esse time seria o corinthians, por exemplo). mas realmente não torço contra, até porque, na minha idade, me parece muito feio torcer contra. agora, que foi engraçado ler, hoje, o chororô nas colunas do globo, foi. o - com o perdão da má palavra - renato maurício prado trata o gol perdido do leonardo moura como se fosse o único no campeonato. o calazans trata o erro do juíz a favor do são paulo como se fosse o único no campeonato. depois eles reclamam quando dizem que o globo é o house-organ do flamengo. se é que reclamam.

Edu Mendonça disse...

Olha, o Calazans eu parei de ler. Decidi não mais me deixar impregnar pelo mau-humor dele (a leitura contínua poderia acabar me fazendo deixar de gostar de futebol... ok, acho que não...). E o Renato eu leio pra rir, apenas. Mas você tem toda razão. Eu queria, por apenas quinze minutos, ser paulista, só pra ler os jornais daqui sob outra ótica. Ok, dez minutos seriam suficientes...

renato disse...

ok, vamulá: uma visão traumatizada (mas às vezes elas são bem lúcidas). no sábado seguinte à final da libertadores, o globo faz uma matéria que dizia o seguinte: "com o fim de campeonatos paralelos, o flamengo volta às manchetes e tudo volta ao normal." arrisco as aspas porque foi isso quase literalmente. chamar a libertadores de campeonato paralelo foi literal. ora, isso é fascismo. quer dizer que é anormal quando um time que não seja o flamengo está nas manchetes? fascismo. quer dizer que á anormal que haja espaço para o "outro", para a "diferença", a "minoria", o "diálogo"? não há outro nome: fascismo. e eram jornalistas, hein? só não sei se idiotas ou cínicos.

Edu Mendonça disse...

Pior que isso - é fascismo, mas com capitalismo por trás (dois "ismos" que não combinam com bom jornalismo). Afinal de contas, quase dois em cada cinco cariocas torcem pro Flamengo. Logo, quanto mais Flamengo, mais jornais vendidos. Aí o jornal vai e diz que dá total liberdade a seus colunistas... É o nosso papo de terça sobre o Ibope - trabalhar em jornalismo pensando em agradar ao consumidor, em vez de pensar na qualidade do trabalho, é uma pena. Ou alguém acha que se o Renato Mauricio Prado fosse torcedor do América a coluna dele seguiria o mesmo "estilo"?

renato disse...

exatamente. perfeito.

Bolinho disse...

o jogo chave da rodada é plameiras e santos cara...se a gente entrar no G4 vai ser a boa...

Edu Mendonça disse...

G4??? Eu só enxergo o título, a três pontos de distância. E o Palmeiras, o Flamengo ainda enfrenta. Os bambis, não... o Inter talvez seja o time mais forte que eles ainda terão pela frente (enfrentarão também Vasco e Flu, que podem ser perigosos - os outros são Lusa, Figueirense e Goiás). Mas deixa eu parar com isso pra não parecer com o RMP...

Virgílio Dias disse...

Já saiu o campeão do brasileiro 2008: São Paulo. O Flamengo vai ficar com uma vaga na Libertadores. E lamba!

Edu Mendonça disse...

O que seria um resultado excelente depois de uma temporada em que a diretoria falhou horrorosamente, ao demorar para contratar jogadores para os lugares daqueles que saíram na janela de transferência, quando o time era líder. A torcida pode cobrar o título (que, para ela, era obrigação) da diretoria.