quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Embolada

Embolada é como chamam, no norte e nordeste do país, os desafios entre repentistas. Um manda a rima de um lado, o outro responde ironizando o adversário, usando e abusando de ofensas e palavrões, mas sem nunca perder o respeito por ele.

Essa reta final de campeonato brasileiro, mais que nunca, virou uma grande embolada. Rodada à rodada, não basta fazer o seu - é preciso ficar atento ao que os adversários estão fazendo... Com os resultados desta quarta, a corrida pelo título ficou assim:

Grêmio 59
São Paulo 59
Cruzeiro 58
Palmeiras 58
Flamengo 56

Na embolada de ontem, o Palmeiras foi o primeiro a mandar a rima. Suou para vencer o Goiás, em casa, com um golzinho de pênalti, pênalti daqueles que a maioria dos juízes não dá.

Uma hora mais tarde, era a vez dos outros quatro pretendentes darem suas respostas.

Ninguém foi mais rápido que o Cruzeiro, que abriu o placar no Mineirão, diante do Grêmio, com quinze segundos de jogo. Fez mais dois e bateu na mesa - "queremos o título". O ainda líder Grêmio ficou sem resposta.

No Engenhão, o São Paulo, invicto há doze jogos, rebateu com autoridade todos os versos do Botafogo. Que, como um todo, mais uma vez perdeu o controle ao ver o gol de Lucas Silva mal anulado pelo péssimo árbitro Sérgio Carvalho. Bebeto, mais uma vez, não se portou como presidente de clube de futebol. E o alvi-negro, agora sim, ficou definitivamente para trás. O tricolor, por sua vez, mostrou que é o time a ser batido, até e muito por conta dos jogos que terá pela frente.

Quem ficou sem rima, logo jogando no Nordeste, onde tem muita embolada boa, foi o Flamengo. Jogou mal, perdeu gols incríveis, poderia ter ganho ou perdido e acabou empatando, em mais uma desastrosa noite do técnico Caio Júnior, que escalou mal o time (com Ibson recuado e torto pela esquerda e Kléberson fazendo a função que deveria ser deste), e mexeu pior ainda no segundo tempo. O Homem Flúido ainda tem muito o que aprender.

Ainda assim, mesmo o Flamengo segue na briga nessa embolada, visto que a diferença do quinto colocado para o líder caiu de quatro para três pontos.

No fim-de-semana, Fla e Grêmio têm jogos fáceis, em casa, contra Lusa e Figueirense. Os outros, não - O Cruzeiro enfrenta o Goiás fora, o Palmeiras, também fora, faz clássico contra o Santos e o São Paulo recebe o imprevisível Internacional.

Com um detalhe - é o Flamengo o único a mandar seus versos no sábado, podendo chegar antes aos 59 pontos (e até mesmo à breve liderança, pois pode ultrapassar o Grêmio). E, na embolada, quem manda a rima primeiro sempre leva uma certa vantagem, pois joga a pressão pra cima do oponente.

* * *

Pesquisas realizadas pelos jornais Clarín e La Nación mostram que mais de 70% dos torcedores argentinos desaprovam Maradona no comando da seleção.

Como eu disse, tem tudo pra ser muito divertido isso...

5 comentários:

renato disse...

belo texto. mas, como tricolor, tenho que abrir mão da embolada no alto da tabela e aturar o proibidão lá embaixo.

Edu Mendonça disse...

Estivéssemos nós num campeonato que não fosse por pontos corridos, provavelmente seríamos agora dois torcedores de férias...

Felberg disse...

Precisam apresentar o "Winning Eleven" ao professor Caio Jr. Acredito muito no potencial dele lá, afinal, adora mexer no esquema tático, inventar substituições, ...
Mas eu ainda acredito num tropeço de Muricy, Hernanes, Ceni e cia !!!

Bolinho disse...

Tamos chegando, mas que ontem abusou do direito de perder gols, aah, isso abusou...

Acho que a Perla tem que passar um mês sem dar o cú pro Leo Moura só por aquele gol perdido de ontem! e tenho dito!

Virgílio Dias disse...

Que isso Bolinho?!?!