quarta-feira, 15 de abril de 2009

Escândalos

Foi-se o tempo em que ler um jornal ou assistir a um telejornal qualquer era sinônimo de exclusividade para escândalo atrás de escândalo envolvendo nossos políticos.

Ultimamente, ler a seção de esportes de um jornal ou assistir a um telejornal esportivo está virando sinônimo de escândalo atrás de escândalo envolvendo atletas, dirigentes, empresários... e políticos, claro.

No fim de semana que passou, César Castro, atleta olímpico do Brasil, conseguiu a classificação para o Grand Prix da FINA no trampolim de três metros. César, que malha na mesma academia que eu, conseguiu o feito diante de uma platéia que não chegava a duas dezenas de pessoas, no Troféu Brasil de Saltos Ornamentais, no parque aquático Júlio Delamare. Uma pérola da natação deste país, principalmente depois das reformas que o deixaram a contento para o Pan de 2007 (que parece ter sido há, pelo menos, uns cinco anos).

O PARQUE AQUÁTICO JÚLIO DELAMARE, REFORMADO HÁ APENAS DOIS ANOS, AO CUSTO DE DEZ MILHÕES DE REAIS, VAI SER DEMOLIDO PARA QUE ALI SEJA FEITO UM ESTACIONAMENTO PARA A COPA DE 2014. PIOR - O DESTINO DO ESTÁDIO CÉLIO DE BARROS DEVE SER O MESMO.


Os nomes dos responsáveis pela decisão: Sérgio Cabral, Carlos Arthur Nuzman e Ricardo Teixeira. A promessa dos três é que tanto um quanto outro serão reerguidos em "locais apropriados". Um caso escandaloso de desperdício do dinheiro público. Um caso de polícia, sem dúvida.

* * *

A Playboy deste mês, além da Scheila Carvalho (que não é a Mello, mas também é Scheila), traz uma excelente reportagem de Felipe Zylbersztajn sobre Ronaldo, com detalhes dos dias que antecederam a partida contra o Palmeiras, em Presidente Prudente, em que o ex-fenômeno marcou o gol do empate corintiano no último minuto, de cabeça.

Pra quem não se lembra, dez dias antes, Ronaldo, que deveria voltar ao hotel em que o time estava concentrado até onze horas da noite, só apareceu às cinco da manhã. Naquele mesmo dia, o então diretor-técnico Antonio Carlos Zago havia promovido um churrasco para jogadores e dirigentes, em sua casa. Ronaldo e dois desses dirigentes, porém, resolveram dar uma esticadinha na boate Pop's Drinks.

Agora pare e imagine como deve ser uma boate chamada Pop's Drinks, em Presidente Prudente.

A reportagem dá detalhes da casa, uma chácara a quinze minutos do centro da cidade, em que suítes são alugadas por 30 reais a hora. E detalha também tudo que aconteceu naquela noite. Pelas informações, fica claro que, depois de baixada a poeira do episódio - que custou o emprego de Antonio Carlos - Felipe entrevistou atendentes, seguranças e funcionários da Pop's Drinks e do hotel em que o Corinthians estava hospedado. Além de "funcionárias" chamadas Nina Viccto, Grazi, Marcela, Ariele...

Ronaldo, claro, foi procurado pela Playboy para dar sua versão, mas preferiu calar-se. Eu, que estou longe de ser um puritano, sequer estaria escrevendo sobre isso se não houvesse um detalhe quase inacreditável no episódio - quem levou Ronaldo para a farra - e participou ativamente dela - foram dois dirigentes do Corinthians. Os mesmos que carregaram o jogador, completamente embriagado, de volta ao hotel.

Alguém acredita mesmo que Ronaldo teria sido punido em 10% do seu salário por conta de mais essa? Aliás, alguém ainda acredita que o mundinho do futebol é sério?

5 comentários:

Bolinho disse...

pô, achei a foto do pop's drinks simpática. E só 30 pratas a cabine? cuzinho incluído??

Edu Mendonça disse...

Você também está longe de ser um puritano...

Aparício disse...

Junte a isso tudo o fato de que o Maria Lenk não foi projetado para o nível olímpico, e teria que ser demolido para receber uma olimpíada. O fato de que o Maracanã terá que passar por outra reforma por causa da Copa. Sem falar no velódromo, e na arena que virou hsbc. E no Engenhão, estádio 'municipal' cedido a uma entidade privada. A descaracterização do autódromo por causa do Pan, a marina da glória e o estádio de remo às moscas. E a poluição das lagoas e da baía etc. etc. etc.
Numa boa, cansei de ver as paradas sendo feitas só pra beneficiar empresas predadoras e empresários idem, e políticos e outros mais que se interessam pela pilhagem e pelo curto prazo.
É por isso que mesmo que me chamem de 'pessimista' ou 'chato' eu não apoio a Olimpíada no Brasil nem por um decreto.
Certamente as 'funcionárias' da Pop's Drinks tem mais dignidade que essa corja que dirige o esporte.

Edu Mendonça disse...

Camarada, eu já fui a uma Copa e uma Olimpíada. Uma na terra dos neuróticos-certinhos - japoneses e coreanos - e a outra na de um povo bem parecido com o nosso, mas sem nossos problemas, os gregos. Posso dizer que vou até pra rua protestar se um dia escolherem o Rio como sede de jogos olímpicos.

Se bem que... a chance disso acontecer é ZERO. Graças a Zico, o COI não enxerga apenas instalações esportivas. E uma Olimpíada é cem vezes mais complexa que uma Copa.

Já a FIFA, que só enxerga dinheiro e só cobra planejamento e prazos pra não deixar de ganhar o máximo possível, deu uma Copa do Mundo na mão do sr. Ricardo Teixeira. E faz a próxima num país que deveria investir cada centavo possível no combate à AIDS e não na construção de estádios.

As meninas da Pop's não devem ter acusações de fraude fiscal, sonegação de impostos, nem processo no MP por conta das contas do Pan, até hoje não aprovadas. Nosso Pan custou duas vezes o que os dois Pans anteriores custaram juntos. Vai-se gastando, dez milhões pra reformar, um pra derrubar, cem pra fazer outro...

Camilo disse...

COB, CBF, FIFA, FIA, CBB, FERJ, FPF...Enfim.

Edu, esqueci de dar a grana. Te ligo uma hora dessas pra pegar contigo o bilhete e dar o troco em mãos.

Aliás, vou tentar mais uma vez puxar a pelada na lagoa. simplesmente tentar.