quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Bando de loucos

Terminou ontem a fase de grupos da Liga dos Campeões, com 16 times classificados para o mata-mata.

Oito terão a missão de decidir o confronto das oitavas fora de casa, pois terminaram em segundo lugar em seus grupos. São Chelsea, Internazionale, Sporting, Atlético de Madrid, Villarreal, Lyon, Arsenal e Real Madrid.

Os oito que terminaram em primeiro são Roma, Barcelona, Liverpool, Manchester, Bayern, Porto, Juventus.. e o Panathinaikos.

* * *

Eu estava em Atenas no dia em que Gilberto Silva chegou para assinar contrato com o clube. Falei com muitos gregos - são todos fanáticos por futebol - sobre o que esperavam do brasileiro. Em geral, pareciam cegos pela áurea do penta e a boa carreira internacional do meio-campo. Alertei-os sobre um excesso de otimismo, já que, apesar de capitão da seleção de Dunga, Gilberto mal vinha atuando em seu clube.

Acabamos indo ao aeroporto, naquele dia, cobrir sua chegada. Qual não foi a surpresa ao descobrirmos que ele sairia por um terminal de carga, pois havia uma pequena multidão esperando por ele lá fora. Debaixo do sol ameno de Atenas no verão, caminhamos até lá. Eram cinco, seis mil torcedores em frente ao terminal e todos cantavam sem parar, de uma maneira que deixaria qualquer torcida argentina com uma pontinha de inveja. Como a sorte acompanha quem trabalha, cinco minutos depois que chegamos pintou o Gilberto - a torcida e as demais equipes de tv já o esperavam há quase duas horas...

Rojões; muitos rojões. Corre-corre. Do aceno pra torcida, pro carro. Carro cercado, multidão enlouquecida. Parecia que os caras tinham contratato o Messi. Mas era o Gilberto Silva.

Ele foi o único brasileiro em campo ontem, na vitória magra porém tranqüila sobre o Anorthosis (sem Sávio, machucado). O Panathinaikos terminou na frente da Inter de Milão em seu grupo. Passei um email para um amigo grego. Não demorou meia hora para a resposta chegar, carregada de euforia (o clube comemora nada menos que seu centenário nessa temporada). Esse torcedor, que na época me disse que Marcelo Mattos, ex-Corinthians, era ídolo da torcida por conta de seu futebol e raça, diz agora que o meio-campo tem ficado no banco.

Imagine o cartaz do Gilberto Silva hoje no Patathinaikos.

* * *

Obviamente eu não poderia ter escrito para o Dimitris sem perguntar sobre como andam as coisas em Atenas, principal foco dos violentos protestos pelo assassinato de um jovem de quinze anos pela polícia, há seis dias.

Lá no fim do email, me chamou a atenção essa frase:

"Edu, é da nossa natureza não aceitar certos absurdos. O garoto foi morto por quem nos deve proteger - e sem motivo. Ninguém vai ficar calado até que a justiça seja feita."

Eu ouço muita coisa parecida aqui. Mas preferimos nos vestir de preto ou de branco e caminhar pela praia de Ipanema para protestar. Não é da nossa natureza agir como os gregos nessas horas. Uma pena.

* * *

Há quinze anos um menor de idade não era assassinato na Grécia.

6 comentários:

Bolinho disse...

"Há quinze anos um menor de idade não era assassinato na Grécia"

é, ha quinze minutos um menor de idade não é assassinado no Rio!

ontem apresentei a pesquisa que coordenei por 2 anos...sabe qual o dado chama mais atenção? Só o Rio teve queda na população jovem no país - no BRasil como um todo, essa população - de 15 a 24 anos - cresceu. Causas? Além da baixa natalidade, o extermínio dos jovens homens entre 18 e 24 anos...

arf

O Sávio ainda existe?

Camilo disse...

O Gilberto Silva é pior do que uns 6 volantes que jogam no Brasil.

renato disse...

ah, mas aqui, outro dia, quebraram as casas bahia (imagino que com batucada e serpentina) por causa de uma propaganda obviamente errada, que anunciava uma dessas supertvs por 10 x 119 reais ou por, à vista, 119 reais. não me interessa o que diz a lei. mas a tristeza de ver que só nos mobilizamos para um "se dar bem na parada" efêmero e falso malandro.

felberg disse...

se algum dia o jaílton for ídolo em qualquer lugar do mundo, eu paro !!!!!

Edu Mendonça disse...

Pois é, Renatinho. Quebraram também as portas de supermercados em SC... mas aí, enquanto a maioria pegava comida, alguns preferiam uísque, eletrônicos... a cara do padeiro que botou preço absurdo pro pãozinho durante a enchente, ninguém quebrou... é aquilo, nunca tivemos um presidente assassinado, então...

Edu Mendonça disse...

Tomara que o Jaílton seja ídolo na Finlândia, que é pra onde o Flamengo deveria mandá-lo...

Seis "volantes" melhores que o Gilberto Silva por aqui? Fácil. Hernanes, Ramires, Jean, Fabrício, Rafael Carioca e Zé Luís.

Bolo, o Sávio é, hoje, nada mais, nada menos que a maior estrela do futebol do Chipre. Mas, claro, tava machucado no jogo que decidia a ida ou não do time pra Copa da UEFA...