quinta-feira, 7 de maio de 2009

É Tudo Bola - De Cristal.

Começa amanhã, com três joguinhos de lascar (Sport x Barueri e Avaí x Atlético Mineiro na abertura? Quem faz essa tabela?), o Brasileirão 2009.

Gostando ou não dos tais pontos corridos - debate interminável que já rendeu até música - o fato é que no ano passado, apesar do título antecipado do São Paulo, tivemos um baita campeonato, com muita briga durante os quase oito meses e emoção até o fim na disputa por vaga na Libertadores e fuga da segundona.

Fazer uma previsão para um campeonato tão longo já seria um risco. Mas aqui, além de tudo, temos ainda o "fator janela", que pode desmontar um time (vide o Flamengo, no ano passado) ou reforçá-lo (fato bem mais raro que a tradicional debandada para Europa e mundo árabe).

Logo, ao se fazer uma análise dos times, é preciso estabelecer determinadas regras para que fiquemos dentro da realidade. Não adianta, por exemplo, conjecturar agora quem realmente vai sair na janela, principalmente nesse momento em que o mundo anda com o freio puxado. Mas há casos, por exemplo, que já são sabidos nesse momento, como contratos que terminam no meio do ano. Mais uma vez citando o Flamengo, sabe-se que Ibson vai embora em junho, acha-se que Juan também pode ir. Então, na hora de botar o Fla na balança, Ibson teve peso apenas como alguém que vai contribuir por um mês e meio e Juan, como lateral do time para a temporada toda.

Assim sendo, sem mais delongas...

CAMPEÃO - Internacional

Uma defesa sólida, com Bolívar, Índio e Kléber; volantes acima da média (daqui), como Guiñazu, Magrão e Sandro, capitão da seleção sub-20 e promessa da base; um legítimo argentino bom de bola, em D'Alessandro; dois atacantes velozes, inteligentes e goleadores como Nilmar e Taison, sensação do primeiro semestre do futebol brasileiro. Bons reservas, como Alecsandro, Marcelo Cordeiro, Andrezinho, Sorondo - que está voltando. Um técnico numa posição de conforto no clube e com o elenco jovem, porém experiente, na mão. O Internacional vai quebrar essa chata rotina do São Paulo e começar a postular deste a posição de clube mais bem estruturado do Brasil. Nada como boa administração e planejamento.

VICE - São Paulo

É hora de novos ares para Muricy. Tudo termina, a vida é cíclica - a menos que você seja Alex Fergusson. O time do São Paulo será bom, jogará bem (porém menos ainda que o de 2008) e vai brigar pela ponta, como sempre. Mas tá dois passos atrás do Internacional.

LIBERTADORES (3) - Cruzeiro

O Cruzeiro já sobra em Minas. Tem uma equipe arrumada, com dois jogadores candidatos à seleção (se o técnico não fosse Dunga, que só chama "estrangeiros"), Ramires e Kléber, e uma base sólida em Fábio, Jancarlos, Fabrício, Wagner e Soares, além do velho Sorín. Só que a obsessão do Cruzeiro para este ano é a Libertadores e enquanto estiver vivo na disputa, o clube vai relegar o Brasileirão ao segundo plano. Está abaixo de Inter e São Paulo na qualidade do elenco, mas tem padrão de jogo tão definido quanto. E outro técnico em posição confortável para trabalhar, Adílson Batista.

PRÉ-LIBERTADORES (4) - Grêmio

A grande indefinição no Grêmio, outro que só pensa nela - a Libertadores - é quem será seu técnico. E a vida promete ser bem melhor sem Celso Roth. O Grêmio do baita goleiro Victor, que joga com três zagueiros - Léo, Réver e Rafael Marques - cinco no meio, com os alas Ruy e Fábio Santos, além de Adílson, Tcheco e Souza e Fábio Santos, e dois atacantes, Jonas e Maxi López, ainda não sabe se terá mesmo Paulo Autuori ao comando. O elenco também ainda não está fechado - o volante Túlio foi contratado esta semana, o lateral Joílson fechou terça e Marlos, revelação do Coritiba, e Molina, do Santos, podem ser os próximos. No banco, o novo técnico ainda terá à sua disposição o meia Eduardo Costa, o uruguaio Orteman, o argentino Herrera, além de Alex Mineiro. Um elenco com muitas peças, aparentemente superior ao do ano passado. Considerando que Autuori é muito mais técnico que Celso Roth, o Grêmio promete.

SUL-AMERICANA (5) - Flamengo

O Flamengo vai de Cuca, que terá a tal tranquilidade que desejava para trabalhar. Tem, no papel, um time muito bom... mas só até a metade da folha, porque sofre com a pífia qualidade de seus atacantes - o pereba Josiel (sim, pereba - e não é o primeiro dito artilheiro pereba do futebol), o mítico Obina, o gato-sheik Emerson, o nanico Maxi, o sempre ausente Zé Roberto... o desespero é tanto que Adriano surge como solução do problema. Apesar disso, a base é sólida, com o monstro Bruno, os laterais Léo Moura e Juan, bons zagueiros como Angelim, Wellinton e Aírton, além de Willians, Kléberson e Ibson - sendo que este vai jogar menos de vinte por cento do campeonato. Pratas da casa como Erick Flores e Paulo Sérgio, além da promessa Everton, precisam brilhar para que o time aspire à Libertadores. Um bom começo também é fundamental para uma boa campanha, por conta do apoio da torcida, o melhor jogador do time nos dois últimos brasileirões.

SUL-AMERICANA (6) - Corinthians

O Corinthians tem Ronaldo. O Corinthians tem Mano. Tem Felipe no gol. Tem sua torcida, sua força em casa. Mas tem um elenco mediano (em que Morais não consegue ser titular, Túlio foi negociado, Jorge Henrique se destaca...). A base com Chicão, William, André Santos, Douglas, Dentinho é boa, mas quando se fala em seus substitutos, o nível cai bastante. E num campeonato de oito meses, isso é fatal. E nem vou falar dos joelhos dele, pra não dar azar.

Ok, ainda tem a questão dos joelhos do Ronaldo.

SUL-AMERICANA (7) - Palmeiras

O Palmeiras de Luxemburgo é um time pragmático, que me parece muito mais capaz de vencer um torneio como a Libertadores, mesmo sem brilhar, do que uma maratona como o Brasileirão. E não, eu não acho que esse Palmeiras vá vencer a Libertadores. A defesa não é segura. Não dá pra contar sempre com Diego Souza - agora literalmente, já que ele deve pegar um belo gancho pela frente. A molecada - Keirrison, Claiton Xavier, Marquinhos, Willians, Ortigoza - também não tem ainda a regularidade suficiente para um campeonato tão longo.

SUL-AMERICANA (8) - Sport

O Sport ganhou moral e status que o Bahia já teve, lá pelo fim dos anos oitenta - clube do Nordeste que encara os de baixo de igual para igual (não, o Sport de 1987, do fraco módulo amarelo, não chegava nem perto disso). Vai pra cima do Palmeiras, no jogo de volta, na Ilha do Retiro, confiante na classificação na Libertadores. Tem um bom técnico em Nelsinho. Jogadores experientes como Dutra e Paulo Baier. Tem a revelação Ciro e promessas como Andrade. Sabendo como poucos usar o fator campo, vai brigar para voltar à Libertadores. Mas terá que se contentar com a Sul-Americana (que poderia ser uma boa afirmação para o clube, sendo um torneio mais fácil de conquistar-se e, ainda assim, um título internacional).

SUL-AMERICANA (9) - Fluminense

O Fluminense não é administrado de maneira séria no momento. Seu presidente é o bobo da corte do futebol carioca e quem manda no clube, de fato, é quem manda na Unimed. Tem um técnico que já parece cansado do futebol há tempos. E que, aliás, nunca foi um papão de títulos. Thiago Neves, que mesmo alguns tricolores pensam agora se deveria ter voltado, vai embora. O tricolor só chegará nessa boa nona posição por conta do talento de Conca e da garotada comandada por Tartá, Maicon e Alan. Se Parreira não achar tudo isso muito ofensivo, claro.

SUL-AMERICANA (10) - Botafogo

Tri-vice estadual, eliminado da Copa do Brasil pelo Americano. A psiquè é a maior dúvida em relação ao alvi-negro, desprestigiado por sua própria torcida nas finais contra o Flamengo. Com que espírito esse grupo parte para um campeonato de oito meses em que todos sabem que o clube não entra para brigar por título ou Libertadores? Como será a resposta da torcida nos dezenove jogos em casa, num estádio que já é chamado no Rio, jocosamente, de Vazião? O Bota tem um bom time, dentro de um orçamento realista, mas vai patinar bastante.

SUL-AMERICANA (11) - Santos

Num patamar parecido com a do Botafogo, com algumas diferenças:
- a torcida vai apoiar o time na Vila.
- quem gostar de futebol vai gostar de acompanhar o desenvolvimento de Neymar durante o campeonato.
- o elenco tem mais peças de reposição que o alvi-negro do Rio.
Por que fica atrás do alvi-negro carioca então? Porque na primeira sequência de derrotas, vai trocar de técnico e estragar tudo.

SUL-AMERICANA (12) - Coritiba

O time da Paraíba - no caso dos, Marcelinho e Carlinhos - tem algumas promessas, em especial Marlos, pretendido por dez entre dez clubes brasileiros nesse momento. Se corresponder, teremos um novo efeito-Keirrisson no time, apesar da ausência de treinador, já que todos sabem que Renê Simões jamais conseguiria ir até o fim de um campeonato de oito meses. Mas gostam dele lá, enfim. Curitiba é mesmo uma cidade ímpar. Ah, e o contrato de Marlos com o clube termina em 23 de maio.

LIMBO (13) - Goiás

O Goiás é aquilo... mesmo tendo perdido o quase-ícone Paulo Baier, ainda tem no time gente boa de bola, como o bom goleiro Harlei, o ótimo lateral-ala-direito Vitor e os atacantes Iarley e Felipe. Dá pra ficar ali no limbo...

LIMBO (14) - Atlético Paranaense

O Atlético tem em Rafael Moura, o He-Man, seu principal jogador. Não é preciso dizer mais nada. Ainda assim, consegue ser melhor que os que vêm abaixo.

LIMBO (15) - Atlético Mineiro

O atleticano, que está se acostumando a sofrer, vai ter que dar graças aos céus se o galo realmente terminar em décimo quinto. Celso Roth cai ainda no primeiro turno, podem me cobrar.

LIMBO RASPANDO...(16) - Vitória

Bem, talvez o Vitória até seja melhor que o Atlético Mineiro, time que eliminou na Copa do Brasil. Mas não chega no Goiás.

REBAIXAMENTO (17) - Náutico

O Náutico vai fazer um bom início de campeonato, ser apontado como surpresa, depois começar a despencar na tabela até terminar brigando para não cair. Ou isso terá sido em 2008? Bem, nesse ano cai.

REBAIXAMENTO (18) - Santo André

Pode até brigar com Náutico e Vitória para não cair, mas seria bom que caísse mesmo.

REBAIXAMENTO (19) - Avaí

A onda de time de série A vai ser curta.

REBAIXAMENTO (20) - Barueri

Hã?

15 comentários:

Bolinho disse...

emocionado com a citação e mais ainda com esse otimismo todo: ficar entre os 5 primeiros? acho dificil, mas vou tentar ter fé! E acho que Ibshow fica!

Edu Mendonça disse...

Se Ibson ficar a gente briga com o Grêmio pela vaga na Libertadores.

renato disse...

grande post, camarada. em sendo futebol, sabe que metade das previsões vai dar em água, né? mas tá bom de ler.

CALIGULA disse...

Gran post y mejor blog!!!!

Inter juega un fútbol de alto vuelo!!
Me alegro por el nene Dalessandro!

Saludos de Buenos Aires.

Edu Mendonça disse...

Gracias, compadre!

(D'Alessandro é a cara do Flamengo...)

Saludos e bienvenido!

renato disse...

e do fluminense! e do fluminense! o d'alessandro joga mais do que o thiago neves pensa que joga - o que não é pouco.

Edu Mendonça disse...

E não só isso - corre, marca, dá o sangue em campo. Igualzinho ao Thiago Neves, ao Juan, ao Léo Moura... branquinho aqui, quando joga um pouco mais que a média, pega logo duas manias: dizer que é "pica" e achar que marcar, correr, se esforçar são coisas para os que não são "picas".

Alguém quer levar o Jônatas?

renato disse...

ih, rapá. fala baixo, que é bem capaz de o celso barros querer o jônatas.

Edu Mendonça disse...

Jônatas, Maxi e Josiel pelo Tartá, vai? Ou pelo Maicon, pode ser também.

renato disse...

o jônatas, rapaz... o jônatas, se não achasse que é o zidane, daria um bom djair, né não?

Edu Mendonça disse...

Acho que o Djair no auge (?!) ainda era melhor que o Jônatas no auge (?!?!). E o Djair ainda pegou a Cristina Mortágua no auge (!!!!).

Mas nenhum deles jamais correu nem um tantinho a mais do que o Ronaldinho Gaúcho corre agora no Milan...

marceloporto disse...

Posts de bola de cristal são sempre interessantes e bom de ler.
Só acho que o Náutico fica, o Atlético-PR cai.

abração edu!

Edu Mendonça disse...

Hmmm... não seria apenas porque trata-se de um rubro-negro, seria?...

Vamos voltar com a pelada!

marceloporto disse...

hhahhaha, não.. o time é sofrivel. Tive a infelicidade de fazer uns jogos deles do Paranaensezão.

Voltaremos sim. Temos que voltar a reunir talentos.

Edu Mendonça disse...

As quatro tabelas aqui da Lagoa estão novas e com redinhas.