sábado, 6 de junho de 2009

Dunga vai à Copa.

Não é título de filme da Disney. É fato. Depois da goleada de hoje sobre o Uruguai, Dunga, salvo um desastre, vai ser o técnico do Brasil na África do Sul, ano que vem.

Vencemos, goleamos, quebramos tabu, estabelecemos um recorde histórico. E nosso melhor jogador em campo foi o goleiro, de novo. É isso, né?

Pouco importa como jogamos, o que importa é "igualar a pegada", como disse o gênio Felipe Mello após o jogo, "que aí a qualidade técnica do jogador brasileiro é sem igual". Viramos um time de contra-ataque mortal, como acaba de dizer o - esse sim genial - PVC na tv. Mas é triste, né? Tomamos pressão o tempo todo, quase não tivemos a posse de bola. Isso, mesmo diante de uma seleção uruguaia que nem parecia, dado que marcava mal toda vida, dando toda a liberdade do mundo ao nosso time. Defendemos com bravura, apesar de todas as incontáveis chances de gol uruguaias, que ou pararam em Júlio ou foram desperdiçadas. A bola rondou nossa área o tempo todo, de um lado para o outro, quando estava 0x0, 1x0, 2x0, 3x0...

Mas vencemos, então...

De que importa o lado esquerdo da nossa defesa, ainda sem solução? Quem vai tirar da cabeça de Dunga que um meio de campo com Gilberto Silva, Felipe e Elano não é meio de campo de seleção brasileira?

Por mais triste que tenha sido a declaração de Felipe Mello depois do jogo - vê-lo falar com a autoridade de titular de seleção brasileira e o tom de voz de um craque é mesmo triste -, ela exemplifica bem o que ele foi.

O Brasil jogou com mais vontade que o Uruguai e goleou por quatro a zero porque soube aproveitar as chances que teve, bem menos numerosas que as do time da casa. Uma vitória do jogador brasileiro - até dele, Felipe, que lutou como todos os outros.

Mas vamos para a Copa sem um treinador de futebol.

* * *

Joel Santana dando coletiva em inglês, depois da vitória sobre a Polônia?

Não tem preço.

* * *

As caras do Denílson, no que deveria ter sido sua estreia no Vietnã, tampouco.

6 comentários:

renato disse...

vai ser uma copa chata pra caralho. a outra também na engana. vai ser um transe ufanista, chato pra caralho. copa, agora, só em 2018. e torço para ser na inglaterra. copa é na europa.

Aparício disse...

Esperava mais do Uruguai de verdade, ainda mais com todo mundo antes do jogo - na Globo claro - falando mal e dando antecipadamente desculpas caso o Brasil perdesse - o gramado do Centenario é ruim, o Uruguai catimba o tempo todo, o juiz é argentino. Até achei que seria empate ou vitória do Uruguai. Mas aquele frango do Vieira no primeiro gol e o Forlan jogando mal deixaram dúvidas.

O Joel fez curso de inglês no mesmo lugar que o Anderson, e que ainda foi onde o Luxemburgo aprendeu espanhol hahahaha...

Edu Mendonça disse...

A defesa do Uruguai parecia a do Fla ontem, Luciano - uma piada tão boa quanto a do curso.

E concordo contigo, Renatin. A próxima Copa não empolga. Com Argentina e Brasil sem técnico, sobram Espanha, Inglaterra (por conta do Gerard) e França (Ribèry e Henry) pra despertar interesse. Muito pouco.

Camilo Pinheiro Machado disse...

Vi só o segundo tempo, que de destaque, apenas a substituição Robinho / Josué. O Brasil vencia por 4 x 0.

E o Flamengo? Nada explica.

Anônimo disse...

na minha opinião essa copa vai ser um teste pro dunga.pra ele demonstrar q ASSIM como ele foi um toimo jogador pode ser um otimo tecnico....caralho felipão fudeu geral eheheh copa de 2010 sóh o lugar q num empolgou muito! na africa??putz q foda essa!!

Edu Mendonça disse...

Concordo contigo, Copa na África não é algo que empolgue muito... como diz meu camarada Renatinho, "Copa é na Europa". Agora, cá entre nós, acho difícil o Dunga provar que pode ser um ótimo técnico tão rapidamente - mesmo que ganhe a Copa. Parreira, que foi campeão, é um ótimo técnico? Pra mim, não.